Oi meus amores!

Existem muitas mulheres que se queixam de flacidez vaginal, outras de dores e falta de lubrificação durante a relação sexual. O tema é polêmico e ao mesmo tempo vem quebrando tabu à medida que novidades e tratamentos são inseridos no mercado.

Dentre as técnicas já consagradas e documentadas cientificamente está o rejuvenescimento íntimo e é sobre ele que vamos falar hoje. Esse termo é usado pelos médicos para descrever procedimentos capazes de renovar a autoestima e ampliar a satisfação sexual da mulher.

Segundo a médica Ellen Carvalho, ginecologista delegada do Brasil na Sociedade Latino Americana de Ginecologia Estética e Funcional (SOLAGEF) e membro da WSCG (Word Society of Cosmetic Gynecoly), o assunto tem estado em evidência, pois as mulheres têm cada vez mais liberdade de falar e expor o que as incomoda. “Elas sentem que têm o direito de buscar mudanças, ainda que numa região tão íntima e delicada”, disse.

A especialista explicou que as mudanças na forma e tamanho dos lábios vaginais e o aspecto escurecido, flácido e murcho da vulva são alterações significativas que levam à procura pelo rejuvenescimento íntimo. “Os peelings químicos com ácidos em concentrações específicas para região íntima ajudam a retirar as camadas danificadas de pele e promover o crescimento de uma nova camada lisa e mais clara. O laser ginecológico, além de promover clareamento, estimula produção de colágeno e ácido hialurônico, acrescentando firmeza e hidratação à pele”, afirmou.

Quando o grau de flacidez é mais importante, a mulher ainda pode optar por preenchimentos com ácido hialurônico para restauração do volume e do formato  “acolchoado” da genitália. “A maioria destes procedimentos é feito dentro da clínica, com uso de anestésicos locais e sem afastamento do trabalho. O rejuvenescimento íntimo representa uma conquista para a mulher atual que tem a possibilidade de resgatar parâmetros estéticos e funcionais da área genital, sentindo-se bem na sua intimidade, melhorando a autoestima e resgatando sua qualidade de vida”, acrescentou.

Espero que esse bate-papo tenha sido esclarecedor e positivo, afinal mulheres modernas merecem postagens modernas. É bom lembrar que escolha do tratamento vai depender da queixa do paciente.

Vou ficando por aqui. Beijinhos da Si e até semana que vem.

Fonte:  G1.globo.com